Deputados querem urgência na votação da proposta que dá folga ao trabalhador para fazer exames de câncer

O texto permite a ausência do serviço em caso de exames de prevenção do câncer e já foi aprovado no Plenário da Câmara, em 2008. Dois anos depois, o Senado alterou a proposta e limitou essas folgas a três dias por ano.

 

Deputados querem urgência para a votação final da proposta que garante folga ao trabalhador para a realização de exames preventivos de câncer. O projeto de lei (PL 843/07) do deputado Daniel Almeida, do PC do B da Bahia, altera a Consolidação das Leis do Trabalho, a CLT. O texto permite a ausência do serviço em caso de exames de prevenção do câncer e já foi aprovado no Plenário da Câmara, em 2008. Dois anos depois, o Senado alterou a proposta e limitou essas folgas a três dias por ano. Todas as comissões de mérito da Câmara já se manifestaram favoráveis às mudanças dos senadores. A proposta está pronta para nova votação no Plenário e Daniel Almeida cobra urgência nessa definição.

"Nós conseguimos todas as assinaturas de líderes para que ele tenha a urgência e já dialoguei com o presidente da Câmara para colocá-lo na ordem do dia. É muito relevante. Nós sabemos que uma parte grande dos cânceres detectados na fase inicial têm cura elevada e muita gente deixa de fazer esse exame por várias razões, entre elas a alegação de que a jornada de trabalho não permite a realização dos exames preventivos".

Coordenadora da Frente Parlamentar de Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer, a deputada Carmem Zanotto, do PPS de Santa Catarina, lembra que a maioria dos serviços de saúde funciona de segunda à sexta-feira, no mesmo horário comercial dos trabalhadores, o que dificulta a realização dos exames preventivos, como mamografia, colonoscopia e papanicolau. A deputada defende a aprovação da proposta.

"Nós temos campanhas importantes, como o outubro rosa e o novembro azul, que tratam mais pontualmente dessa questão dos exames e da prevenção. Mas, a gente tem que lembrar que a prevenção deve ser praticada todos os dias e fortalecer essa política junto aos órgãos de governo. A nossa frente tem o papel de acompanhar (as propostas) em todas as comissões, até que a gente chegue ao texto final aprovado e sancionado".

Carmem Zanotto também reforça a necessidade de hábitos saudáveis da população para prevenir todos os tipos de câncer. A oncologista Valeska Machado confirma que a detecção precoce permite a cura, mas também ressalta a importância da prevenção por meio dos hábitos diários.

"Quando a gente fala em diagnóstico precoce, fala-se de um paciente que já tem o diagnóstico de um tumor. Então, a prevenção primária é mais importante ainda. Com a prevenção primária, impede-se que o câncer se desenvolva. A principal maneira de se prevenir o câncer é não fumar. Os que mais são relacionados com o tabagismo são os de pulmão, cavidade oral, laringe, faringe e esôfago. Ter uma alimentação saudável protege, de maneira geral, contra vários tipos de tumor, entre eles próstata, mama, intestino, pulmão. Cerca de 1/3 de todos os casos de câncer podem ser evitados se você tiver alimentação saudável, peso adequado e prática de exercícios regularmente".

Conter o uso excessivo de álcool e de exposição ao sol também integra a lista de ações preventivas, segundo a oncologista Valeska Machado.

Reportagem - José Carlos Oliveira/RÁDIO CÂMERA

FONTE: http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/radio/materias/RADIOAGENCIA/551623-DEPUTADOS-QUEREM-URGENCIA-NA-VOTACAO-DA-PROPOSTA-QUE-DA-FOLGA-AO-TRABALHADOR-PARA-FAZER-EXAMES-DE-CANCER.html