SINDSEMP e representantes de Associações se reúnem com Secretário de Gestão Administrativa na mesa de negociação

A mesa de negociação do sindicato com o Executivo continua aberta, e mais uma vez a Diretoria Executiva e representantes das Associações das Categorias se reuniram na manhã desta segunda-feira (09), para dar prosseguimento às discussões das demandas das categorias.

As Associações estavam representadas por presidentes, vice-presidentes e diretores, com o objetivo de explanar as necessidades de cada categoria, e o Secretário de Gestão Administrativa, Henrique Guerra, ouviu as reivindicações e se colocou à disposição para a busca de soluções e negociações. “Sempre é muito bom as reuniões com o Sindicato, com Walber, a tratativa é muito boa, e como eu sempre prezo, o diálogo é a ferramenta fundamental entre a Prefeitura e o Sindicato. O pessoal tem um entendimento muito bom sobre o que é pedido, a gente tá tratando já, sempre acordando o que tá sendo discutido os pontos levantados aqui pelo SINDSEMP. A maioria das demandas já tinham sido tratadas e a gente tá prosseguindo com elas. O pessoal trouxe números que a gente tinha pedido na reunião passada, e a tratativa continua”, garantiu.

O Diretor do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de Pernambuco, Edson Freitas, fala sobre as principais pautas da sua categoria para a discussão, a exemplo do difícil acesso dos profissionais da zona rural e o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV). “Tivemos um avanço na questão do difícil acesso, onde o Secretário se comprometeu em estar fazer uma avaliação e estar marcando uma próxima reunião para apresentar o impacto sobre o aumento das passagens de 2015 aos dias atuais e fazer uma proposta mediante esse impacto”, declarou.

O Presidente da Associação dos Agentes de Combate às Endemias de Petrolina (AACEP), Charles de Oliveira também se fez presente para dar voz à sua categoria. “Entregamos ao Secretário de Gestão Administrativa quanto seria o impacto financeiro para o pagamento das gratificações de metas doa 103 Agentes de Endemias, quanto ficaria mensalmente e anualmente. Foi muito boa e proveitosa essa reunião, agora é aguardar a próxima reunião” disse.

A vice-presidente da Associação dos Odontólogos de Petrolina (ASOP), Drª. Flávia Mendes, trouxe mais uma vez as principais questões da categoria, referentes a gratificação dos Auxiliares em Saúde Bucal (ASB’s), e o reajuste de difícil acesso.  “Essas duas demandas estão bem requisitadas porque as ASB’s fazem parte da saúde bucal do município, do Programa Saúde da Família (PSF), e elas não recebem as gratificações que os outros profissionais recebem. E a questão do difícil acesso do pessoal do interior porque não tece reajuste de 2015 pra cá. A Lei foi feita em 2013 e em 2015 teve um reajuste, e de lá pra cá teve muito aumento das passagens de vam, de transporte, e a gente não teve nenhum reajuste do difícil acesso, e o valor que está sendo repassado não paga o valor que gente paga no final do mês, não cobre todos os dias de trabalho”, explicou.

Carlos Odair, Presidente da Associação dos Profissionais em Educação do Município de Petrolina (APEMP), relata as demandas da educação debatidas na reunião, a exemplo de algumas situações de vale transportes e gratificações que ficaram pendentes nas negociações no início do ano, mas também trouxe um fato novo. “Alguns professores nos relataram que foi sugerido que eles trabalhassem agora nos sábados, sendo que nós já temos um acordo tácito com a SEDU, que os professores efetivos trabalhariam voluntariamente, ou seja, caso eles não queiram trabalhar no sábado, seria relatado aos gestores, os gestores fariam a planilha para a SEDU, e a SEDU providenciaria um substituto, e agora parece que a coisa tá um pouco diferenciada, mas é lógico que tudo isso aí é motivo de diálogo e a gente vai dialogar pra reiterar a SEDU esse acordo, e a gente vai procurar conduzir a coisa da melhor forma possível para que não haja embate”, afirmou.

O Presidente da Associação dos Agentes de Segurança Patrimonial de Petrolina (AASPP), Milton José Amorim, considerou a reunião importante e cobrou o auxílio fardamento, que já foi aprovado na Câmara, além de defender melhorias para a categoria. “Um dos pontos mais urgentes seria a questão se trata muito hoje nas redes sociais que seria a questão de uma unificação, o que trouxe alguns questionamentos dentro da categoria, e a gente, com a presença de um secretário e a secretaria da pasta, pode tirar a limpo algumas dúvidas em relação a esses comentários.

O Presidente do SINDSEMP, Walber Lins, conduziu toda a reunião, debateu cada ponto das reivindicações com as Associações e agradeceu a todos que fizeram mais este momento democrático de diálogo entre a Gestão e o Servidor. “O trabalho tem que ser contínuo e constante, é isso que o sindicato tem que fazer, é isso que estamos conduzindo, é nisso que nós vamos avançar. As conquistas do servidor se dão por um trabalho perene, e não apenas só discutir reajuste salarial e por ali ficar. É essa diferença que nós temos na nossa gestão, é essa tratativa que nós tentamos conduzir, e é nisso que nós vamos avançar, com a graça de Deus e com a compreensão do trabalho executado. Nós só temos que agradecer a todas as categorias presentes e a todos aqueles que nos dão credibilidade e confiança, para que o SINDSEMP, que somos todos nós servidores, cada vez continue mais forte, mais efetivo na execução das conquistas para o servidor. Juntos somos mais fortes! Esse é o lema, essa é a nossa convicção”, finaliza.