Histórico

Histórico

No dia 22 de junho de 1987 um grupo de servidores se reuniu para formar a então Associação dos Servidores Municipais de Petrolina, entre eles Mário Lapa, Pedro Malan (Presidente), Valter Caldas, Ney Barbosa, João Neto, estes reivindicavam reajuste salarial.

O Prefeito Augusto Coelho atendeu o reclame desse grupo, cumprindo um acordo 21 itens, entre eles: estabelecimento de regime jurídico único para o servidor, pagamento do salário mínimo para todos os servidores, jornada única e ininterrupta de seis horas diárias e quarenta horas semanais, concurso público geral pra todos os cargos, efetivação do quadro de servidores, fardamento e café da manhã para os servidores da limpeza pública, pagamento de direitos trabalhistas dos celetistas, implantação do vale transporte, implantação de espaço no Hospital Dom Malan para os servidores, implantação do Estatuto do Magistério que foram atendidos.

Na gestão do Prefeito Augusto Coelho aconteceu a primeira Passeata contou com 80 dos 300 servidores da Prefeitura. Em 5 de maio de 1993 para avançar nas lutas a Associação se tornou Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina - SINDSEMP, já que um Sindicato tem maior poder deliberação e maior representatividade legal, o presidente na época era João Neto de Amorim. Ney Barbosa foi presidente na gestão seguinte e reeleito na próxima.

Godoberto dos Reis Santos Filho foi presidente de 2000 a 2003, o Estatuto do Magistério obteve sua consolidação. Genivaldo do Nascimento esteve a frente do SINDSEMP no período de 2003 a 2006, nesta época. Já nos anos de 2006 a 2009, Luís Augusto Carvalho uma gestão que obteve várias conquistas entre elas, a organização das Licenças Prêmio, que anteriormente eram negadas para os servidores, pagamento dos Processos Retroativos e incorporações e a regulamentação de fato do SINDSEMP junto ao Ministério do Trabalho. A gestão passada, foi dirigida por Wildes Mariléia (Léia), a primeira mulher a frente do SINDSEMP.

Atualmente, Walber Lins, odontólogo da rede municipal de saúde, exerce a direção da entidade. O sindicato é fruto da articulação dos servidores que insatisfeitos com a conjuntura desfavorável se organizaram para fazer valer os direitos da Classe Trabalhadora consolidando uma entidade representativa, respeitada e combativa.

Voltar ao Topo